Como estão as Clínicas?

crise

Muitos me perguntam como estão as clínicas neste período de crise!

Viajo toda semana para atender clínicas de todos os tamanhos, em todo o país e minha percepção: ilusão achar que a crise não atinge o mercado de saúde. As clínicas que estavam ótimas agora estão com um movimento médio. As que já não estavam muito bem, estão sentindo muito mais.

O que mudou?

  1. Os clientes estão pesquisando mais, negociando, pedindo muito desconto e fechando o essencial.
  2. Quem sempre comparecia para prevenção tem adiado as consultas
  3. Diminuiu o número de novos tratamentos ortodônticos por receio de assumir um gasto de longo prazo
  4. Aumentou a preocupação com a durabilidade, garantia e qualidade
  5. Tratamentos com alto valor estão demorando mais para fechar.

Então, o que fazer?

  1. Diminuir perdas: ajustar custos, melhorar a cobrança, negociar mais, rever parceiros e compras
  2. Melhorar seu orçamento: ouvir mais, entender a situação do cliente, adequar sua proposta, propor parcelamento, fechar por fases de tratamento
  3. Tornar-se visível para o público que está buscando novos tratamentos, não aguardando passivamente, apenas indicações
  4. Manter um relacionamento com seus clientes informando sobre os novos tratamentos, despertando novos desejos, formando parcerias e estimulando a indicação.

É hora de implantar ações para manter o consultório visível e lucrativo no momento em que vivemos. Faça os ajustes necessários e tenha foco na área comercial, divulgando, reativando e fechando novos planos de tratamento.

 

Profª Ms Gleice Oliveira

cursos@aconsultora.com.br